terça-feira, 30 de agosto de 2011

Deus e a Formiga


 “No principio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus... e o Verbo se fez carne, e habitou entre nós... Deus nunca foi visto por alguém. O Filho unigênito que está no seio do Pai, esse o revelou”
(João 1:14,18)
      Muitos cientistas já chegaram a conclusão de muitas coisas que descobriram em suas pesquisas continham marcas do Criador. Mas o que eles não podiam compreender era como o Deus que criou todas essas maravilhas do universo, podia também se revelar a raça humana.
      Certo cientista, um dia enquanto caminhava no campo, parou em frente a um formigueiro. Havia milhares de formigas que começaram a se mover incessantemente quando a sombra do cientista as cobriu. “Se essas formigas soubessem o quanto eu me interesso por elas, não ficaram tão agitadas com a minha presença”, pensou.
      Ele continuou nessa linha de pensamento e ficou imaginando que se alguém quisesse explicar seus sentimentos para as formigas teria de se tornar uma delas. Como um relâmpago a revelação o iluminou. “Foi exatamente isso que aconteceu conosco. O Deus que fez o mundo teve que se tornar Homem, para que pudéssemos conhecê-Lo e compartilhar os seus pensamentos e sentimentos”.
      Deus se tornou homem em Seu filho Jesus Cristo, com o objetivo de se comunicar em uma linguagem inteligível a nós. “Quem vê a mim, vê o Pai” (João 14:9). Seus ensinos, exemplos e Sua vida revelaram de maneira perfeita a humanidade.




           

2 comentários:

  1. Olá querida,gostei imenso do vosso espaço,que o Senhor te abençoe mais e mais para que possas abençoar também,bjs com carinho prá ti.Depois me faz uma visitinha também.Na fé Rose do http://compartilhandobencaoss.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir